Europa

Cidadão dos EUA é preso na Ucrânia por suspeita de planejar morte de ministro

Acusado buscou ajuda de uma cúmplice local para contratar assassino de aluguel. Sem saber, acabou contatando policiais disfarçados

Um cidadão dos Estados Unidos foi detido na Ucrânia acusado de planejar, em agosto deste ano, o assassinato de Roman Leshchenko, ministro das Políticas Agrárias e Alimentação do país europeu. As informações são da Radio Free Europe.

Segundo o ministro do Interior ucraniano, Denys Monastyrskiy, o suspeito e sua suposta cúmplice, uma cidadã ucraniana, foram detidos um dia antes da data planejada para a consumação do crime. A autoridade detalhou que o norte-americano, cuja identidade não foi revelada, teria usado a mulher, também não identificada, para encontrar um assassino para matar Leshchenko.

O ministro das Políticas Agrárias e Alimentação da Ucrânia, Roman Leshchenko (Foto: WikiCommons)

De acordo com Monastyrskiy, a dupla primeiramente deu ordens ao matador para que executasse um suposto devedor. Sem saber, acabaram contatando agentes da polícia disfarçados, que forjaram o assassinato e provas fotográficas da ação – registros falsos devidamente apresentados aos mandantes. Confiante no serviço, então, a dupla pediu aos agentes secretos que matassem Leshchenko.

Leshchenko declarou nesta quinta (18) que a situação é consequência do que ele classificou como um “conflito corporativo” ocorrido em 2017, período em que ele liderou o Registro de Imóveis do Estado. A autoridade alega que ele e sua família passaram a ter esquema de segurança após receberem ameaças de desconhecidos.