Dois em cada cinco nigerianos vivem com US$ 30 por mês

País é uma das maiores economias da África, mas 40% da população ainda vive com o equivalente a US$31 por mês
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

A pobreza já atinge duas em cada cinco pessoas na Nigéria, maior exportador de petróleo da África e uma das grandes economias do continente. A estatística foi divulgada pelo governo nesta segunda (4).

Cerca de 40% da população de 195 milhões vive com apenas US$ 31 por mês, de acordo com a a pesquisa, realizada entre setembro de 2018 e outubro do ano passado. Isso representa um total de 82 milhões de nigerianos.

Os dados do governo não levam em consideração as quase oito milhões de pessoas que vivem em Borno, no noroeste do país. A região é dominada pelo grupo radical islâmico Boko Haram.

O petróleo representa mais da metade da receita do governo. Mas o fracasso em diversificar a economia e construir infraestrutura de transporte e energia tem impedido a disseminação da riqueza para além da elite nigeriana.

Sobreviventes do grupo radical Boko Haram, que domina o estado de Borno, em campo na Nigéria (Foto: Lesley Wright/UN Photo)

O crescimento populacional também supera o crescimento econômico médio, na faixa de 2%. A ONU estima que, até 2050, o país terá uma população de 400 milhões.

O país africano se recuperava dos impactos da recessão econômica de 2016, quando foi atingido pela pandemia do novo coronavírus.

De acordo com dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), até esta terça (5), o país registrava 2,8 mil casos confirmados de coronavírus e 93 mortes em decorrência da doença.

Onde fica a Nigéria (Foto: Reprodução/Google Maps)

Tags: