VOA: Jornalista preso sem acusação é libertado após 12 dias na Etiópia

Kumerra Gemechu, da Reuters, foi detido no dia 24; polícia da Etiópia ordenou apreensão de celulares
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Material publicado originalmente no portal VOA (Voice of America) Africa

O jornalista da Reuters na Etiópia, Kumerra Gemechu, detido sem qualquer acusação em 24 de dezembro em Addis Abeba, foi libertado na terça (5). Em comunicado, a agência confirmou a soltura.

Gemechu foi mantido preso por 12 dias. Forças policiais etíopes o abordaram em sua própria casa, na frente da mulher e dos filhos. As autoridades ordenaram a apreensão de seu celular, computador, discos rígidos e documentos do jornalista.

VOA: Jornalista preso sem acusação é libertado após 12 dias na Etiópia
O jornalista etíope Kumerra Gemechu em operação pela Reuters (Foto: Reprodução/VOA Africa)

No dia 25, a polícia justificou a detenção com o fato de Gemechu divulgar notícias falsas contra o governo e manter contatos com grupos que lutam contra o primeiro-ministro Abiy Ahmed, sem dar detalhes.

Na altura, o tribunal deu à polícia mais 14 dias para concluir a investigação. Até agora, nem a polícia nem a procuradoria da Etiópia informou sobre as causas da prisão do jornalista.

Gemechu trabalha como freelancer para a Reuters há 10 anos. O editor da agência, Stephen Adler, festejou a libertação. “A sua libertação hoje mostra que não fez nada de errado”, afirmou.

Tags: