Nos EUA, cerca de metade apoia incorporação de Porto Rico como 51º estado

Apoio é maior na Flórida, que recebeu alto fluxo de pessoas após furacões de 2017, maiores desastres naturais da ilha
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Cerca de metade, ou 54% dos norte-americanos, apoia a incorporação de Porto Rico como um estado, de acordo com uma pesquisa do instituto YouGovBlue, conhecido por prestar serviços a grupos progressistas.

Outros 26% não querem a ilha caribenha como parte dos EUA, de acordo com o estudo. Entre os respondentes de origem latina que vivem na Flórida, o apoio salta para 63%.

Em 3 de novembro, dia da eleição presidencial norte-americana, o eleitorado de Porto Rico vai às urnas para o sexto referendo que vai averiguar se a população apoia uma incorporação.

Nos EUA, cerca de metade apoia incorporação de Porto Rico como 51º estado
Muro grafitado em San Juan, capital de Porto Rico (Foto: Wallpaper Flare)

A população nascida na ilha ou descendente de portorriquenhos tem crescido na Flórida desde a onda migratória após os furacões Maria e Irma, em 2017. Hoje, abriga 1,2 milhão de cidadãos, maior parcela da diáspora.

Apenas 1.000 quilômetros separam Porto Rico da porção continental dos EUA, ocasionando a migração. Apenas em 2018, 133 mil escolheram viver nos Estados Unidos – destes, um terço na Flórida, segundo o Escritório de Censo do país.

Foi o maior desastre natural da história de Porto Rico, com prejuízos que bateram, US$ 90 bilhões. Na ocasião, o governo levou 328 dias para restabelecer a energia elétrica em todo o território estado associado.

Migração porto-riquenha

Historicamente, a maior parte dos porto-riquenhos que emigraram para os EUA se estabeleciam em Nova York. Também houve forte fluxo para a Geórgia, vizinho ao norte da Flórida, e Michigan, no norte do país, banhado pelos Grandes Lagos.

A pauta portorriquenha é uma das principais bandeiras de uma reforma eleitoral proposta pelos Democratas. Os republicanos se opõem à medida, afirmando tratar-se de “parte da agenda socialista” de domínio do Senado.

Nos EUA, cerca de metade apoia incorporação de Porto Rico como 51º estado

A posição foi defendida pelo líder da maioria republicana, Mitch McConnell, do estado sulista do Kentucky. O senador prometeu que o assunto não seria votado enquanto ele fosse o líder da Casa.

Porto Rico é, desde 1952, um chamado “estado livre associado” dos EUA. Até hoje, três referendos sobre o status da ilha , em 1967, 1993 e 1998 optaram pela associação. Em 2012 e 2017, a maioria votou pela incorporação como estado.

Quem nasce em Porto Rico tem direito à cidadania norte-americana desde 1917. A ilha tem representação, sem voto, no Congresso em Washington.

San Juan também não tem representantes no colégio eleitoral, e seus cidadãos ficam de fora da escolha do presidente.

Se fosse incorporado aos EUA, Porto Rico seria o estado mais pobre do país. Cerca de 43% da população vive na pobreza, contra 19% da média nacional.

Tags: