Opas alerta para queda em doações de sangue nas Américas

Medidas de confinamento após pandemia da Covid-19 afastaram doadores, diz organização
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Pode faltar sangue para transfusão nas Américas, já que as doações diminuíram com as medidas de restrição na circulação de pessoas para conter o avanço do novo coronavírus. A avaliação é da Opas (Organização Pan-Americana da Saúde).

A diretora da instituição, Carissa Etienne, sugeriu que os governos estendam horários de doação, reagendem cirurgias eletivas e invistam em esquemas móveis de coleta. É possível também manter distanciamento entre os doadores e os responsáveis por coletar o sangue, entre outras precauções.

Opas alerta para queda em doações de sangue nas Américas
Doação de sangue em base das Forças Armadas norte-americanas em San Antonio, Texas, nos EUA (Foto: Departamento de Defesa/EJ Hersom)

A Opas informou que não foram documentadas transmissões do Covid-19 pelo sangue, por isso as doações são seguras para os receptores. Mesmo assim, pode doar quem não teve sintomas de gripe nem contato com casos confirmados do novo coronavírus nos últimos 30 dias.

Foram coletadas 10,5 milhões de unidades de sangue no continente americano em 2017, último ano cujos dados foram disponibilizados. Uma pessoa só pode um máximo de 450 ml por vez. A Opas considera 1.800 centros de doação no continente.

Tags: