‘Vacina não custará caro’, afirma chefe de estudo em Oxford

Pesquisadores esperam ter notícias sobre o comportamento da imunização em humanos já em julho ou agosto
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

A vacina contra o novo coronavírus será feita em grandes lotes, para baixar os custos e aumentar a oferta o mais rápido possível. O informação foi concedida nesta sexta (15) por Adrian Hill, responsável pela pesquisa pela medicação na Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Em entrevista à Reuters, o pesquisador afirmou que a vacina não será cara, terá dose única e será feira em várias partes do mundo. “Será feita para oferta global. Esse sempre foi nosso plano”.

A vacina ChAdOx1 nCoV-19 está sendo feita em parceria com a farmacêutica AstraZeneca e o Jenner Institute, da universidade britânica. Já foi testada em macacos, em uma só dose. Todos os animais apresentaram anticorpos em 28 dias.

"Vacina não custará caro", afirma chefe de estudo em Oxford
Hospital em Salvador, Bahia, atende pacientes com coronavírus (Foto: GOVBA)

Até agora, os experimentos mostraram que o medicamento ajudou a impedir a replicação do vírus nos pulmões. A má notícia é que, até o momento, os testes indicam que o coronavírus continuou se multiplicando no nariz.

Segundo o pesquisador, a equipe está confiante. Em julho ou agosto, espera-se que os responsáveis pela vacina já tenham evidências sobre o comportamento da imunização em humanos.

Há outras farmacêuticas, como a francesa Sanofi, pesquisando possíveis antígenos contra o novo coronavírus.

Tags: