Europa

Quatro separatistas morrem em meio a confronto com militares no leste da Ucrânia

Líderes da autodeclarada República de Donetsk culpou Kiev pelas mortes enquanto exército da Ucrânia rejeitou acusações

Autoridades da autodeclarada República de Donetsk, na região ocupada pela Rússia ao leste da Ucrânia, anunciaram a morte de quatro militantes separatistas na terça (22). Eles alegam que as mortes ocorreram em um embate com o exército ucraniano.

Conforme os líderes separatistas, três soldados foram mortos em confronto com as forças de Kiev na vila de Lozove. Pouco depois, outro militante morreu após a explosão de uma granada sobre a ambulância que levava os feridos no confronto.

Denys Pushilin, uma das autoridades de Donetsk, afirmou que há cinco feridos. “Tomaremos medidas retaliatórias pelas mortes”, disse ele, em registro do site The Defende Post.

Quatro separatistas morrem após 'embate' em Donetsk, no leste da Ucrânia
Casas são vistas através das marcas de tiros na vila de Krasnogorivka, próximo a Donetsk, região reivindicada por separatistas na Ucrânia, em fevereiro de 2020 (Foto: Divulgação/European Union)

O exército ucraniano, por sua vez, rejeitou as alegações. “As tropas separatistas morreram após a detonação de seus próprios artefatos explosivos e manuseio descuidado de armas”, disseram os militares, citando a agência de inteligência.

Kiev combate os separatistas apoiados pela Rússia em Donetsk e Lugansk desde 2014, quando tropas russas anexaram a península da Crimeia. A disputa já matou mais de 13 mil pessoas. Os combates escalaram no início deste ano, após um período de calmaria em 2020.

Em abril, Moscou reuniu 100 mil soldados na fronteira com a Ucrânia e na Crimeia, o que acendeu o alerta da Otan (Organização do Tratado Atlântico Norte) para um possível confronto. O governo russo nega que envie tropas e armas para apoiar os separatistas da região.

O assunto seguiu inacabado mesmo após a cúpula entre Joe Biden e Vladimir Putin, na última quarta-feira (16). Apesar de a questão da Ucrânia estar na pauta, os dois líderes não alcançaram um acordo ou consenso sobre o tema.