Oriente Médio

No Irã, parlamentares linha-dura desistem de impeachment de Rouhani

Ânimos foram acalmados por declaração em vídeo do aiatolá Ali Khamenei, pedindo “união e harmonia”

O grupo de dez parlamentares linha-dura que articulava um impeachment do presidente iraniano Hassan Rouhani desistiu da ideia nesta quarta (15), de acordo com a agência Reuters, citando fontes locais.

As negociações foram encerradas depois que o aiatolá Ali Khamenei, autoridade máxima do país, manifestou apoio ao governo de Rouhani.

No Irã, parlamentares linha-dura desistem de impeachment de Rouhani
O aiatolá Ali Khamenei, líder máximo do Irã, que apaziguou tensões em prol de impeachment do presidente (Foto: Wikimedia Commons)

Em discurso neste domingo (12), o chamado supremo líder afirmou que “é dever de todos os servidores do governo mostrar unidade e harmonia contra a frente gigantesca de inimigos”. O vídeo foi divulgado pela agência de notícias local Tasnim.

Entre as queixas dos parlamentares estão a crise econômica e o fracasso do acordo nuclear com os EUA, assinado em 2015. A ala mais conservadora do Parlamento iraniano era contra uma composição com os norte-americanos.

Após o fim das tratativas, iniciadas no governo de Barack Obama, os EUA voltaram a impor sanções ao país. O enforcamento da economia após o fim do acordo colocou lenha na fogueira de um possível impeachment contra Rouhani, eleito em 2013 e 2017.