Sauditas estendem cessar-fogo no Iêmen por mais um mês

Coalizão liderada pela Arábia Saudita alega que cessar-fogo auxilia esforços de contenção do novo coronavírus
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Um dia depois do fim do cessar-fogo unilateral declarado pela Arábia Saudita no vizinho Iêmen, com quem está em conflito desde 2015, Riad estendeu o armistício temporário por mais um mês nesta sexta (24).

A coalizão liderada pelos sauditas alega que estendeu o cessar-fogo para auxiliar nos esforços de contenção do novo coronavírus. Os rebeldes houthis optaram por continuar no combate. As informações são da Al Jazeera.

De acordo com o porta-voz do governo saudita, é uma sinalização de que “ainda há uma oportunidade de focar esforços para alcançar um cessar-fogo abrangente e duradouro” no Iêmen.

Arábia Saudita estende cessar-fogo no Iêmen
A capital iemenita, Sanaa, em foto anterior à atual guerra, em 2012 (Foto: UN Photo)

Do outro lado, os houthis exigem o fim do bloqueio aéreo e marítimo nas áreas dominadas por eles, informou a agência de notícias Reuters. A capital, Sanaa, está sob controle dos rebeldes.

A guerra no Iêmen começou depois da derrubada do presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi, no final de 2014. No ano seguinte, a coalização liderada pela vizinha Arábia Saudita entrou no conflito para restaurar o mandatário.

O Iêmen já era um dos países mais pobres do mundo árabe. Hoje, 80% da população depende de ajuda humanitária.

Tags: