Fundo soberano da Noruega retira investimentos de Vale e Eletrobras

Liquidação das posições vem após pedido do conselho de ética; Mariana, Brumadinho e Belo Monte foram citados
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

As empresas brasileiras Vale, de mineração, e Eletrobras, de energia, foram excluídas dos investimentos do fundo soberano da Noruega. As informações são do jornal “Valor Econômico“.

A exclusão foi recomendada pelo conselho de ética do fundo, que administra US$ 1 trilhão. Destes, US$, 9,6 bilhões estão no Brasil. O fundo é um dos maiores do mundo e pauta decisões do mercado.

Fundo soberano da Noruega retira investimentos de Vale e Petrobrás
Funcionários do Ibama observam impacto do desastre ambiental em barragem da Vale em Brumadinho (MG) em 2019 (Foto: Wikimedia Commons)

Entre os motivos para a liquidação dessas posições estão os acidentes e problemas de governança das duas empresas nos últimos anos.

Sobre a Vale, na qual o fundo tinha US$ 375 milhões investidos, foram lembrados os acidentes com a barragem da Samarco em Mariana (MG), em 2015, e em Brumadinho (MG), em janeiro de 2019.

Já a Eletrobras perdeu o investidor por conta dos impactos sociais causados pelo projeto da usina hidrelétrica de Belo Monte, no estado do Pará. Outros projetos da companhia, criticados por violações aos direitos humanos, também foram citados.

O fundo soberano norueguês também cortou investimentos para outras empresas de petróleo e energia. As outras excluídas são Imperial Oil Limited, ElSewedy Electric Co, Suncor Energy Inc, Cenovus Energy Inc e Canadian Natural Resources Limited.

Tags: