Após Covid-19, Banco Mundial destina US$ 195 milhões para países pobres

Ao todo, 64 países receberão os recursos, parte de financiamento para o enfrentamento de epidemias
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

O Banco Mundial anunciou nesta segunda (27) que irá destinar US$ 195 milhões para 64 dos países mais pobres do mundo para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Nações em conflito e com populações mais vulneráveis receberão atenção especial.

A quantia sairá do Mecanismo de Financiamento de Emergência contra Pandemias, financiamento criado em 2016 para ajudar os países mais carentes a evitarem surtos de doenças. O objetivo é financiar a compra de equipamentos médicos, de proteção, e medicamentos, além de apoiar profissionais da área de saúde.

ONU pede compaixão por refugiados do grupo rohingya
Família rohingya de Mianmar refugiada em Bazar de Cox, Bangladesh (Foto: UN Photo)

Quando os requisitos para acionar o mecanismo foram atingidos, 4,6 mil dos casos confirmados de Covid-19 no mundo eram nos países mais pobres que são membros da AID (Associação Internacional de Desenvolvimento) do Banco Mundial.

A alocação dos recursos será determinada de acordo com o tamanho da população e o número de casos relatados do coronavírus. Os valores devem variar entre US$ 1 milhão e US$ 15 milhões para cada país.

Também será levado em consideração o fato dessas nações estarem em área de maior fragilidade ou em conflito. Antes da pandemia, já se estimava que até dois terços da população em situação de extrema pobreza viviam nesses locais, de acordo com o Banco Mundial.

O repasse do financiamento terá início na próxima semana, quando os governos de cada país apresentarem os pedidos autorizados para a alocação dos recursos.

Tags: