Cerca de 40% destinos de turismo já flexibilizam restrições para retomada

Setor espera adaptação "lenta, mas contínua" na retomada após a crise gerada pela pandemia do novo coronavírus
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Cerca de 40% dos destinos turísticos mais famosos do mundo já iniciaram a flexibilização de restrições por conta da pandemia da Covid-19. O dado é do relatório da Organização Mundial de Turismo (OMT), divulgado na última quinta (30).

Os especialistas e empresários do setor preveem uma adaptação lenta, mas contínua, para uma possível retomada do turismo internacional.

Cerca de 40% destinos de turismo já flexibilizam restrições para retomada
Saída para países que dependem majoritariamente do turismo é flexibilizar restrições, de acordo com estudo (Foto: Pixabay)

Entre os 217 destinos consultados para o relatório de restrições a viagens da OMT, 87 flexibilizaram as políticas de contenção.

Destes, 83 mantiveram algumas medidas, como o fechamento parcial das fronteiras. Apenas quatro voltaram a receber turistas completamente. Ainda assim, 115 destinos (53%) seguem com suas portas fechadas para visitas turísticas.

Impacto no turismo

O relatório também aponta que o turismo deve ser retomado ou flexibilizado em economias muito dependentes do setor. Um exemplo é o das pequenas nações insulares: 20 já reduziram as restrições, boa parte deles no Caribe.

Dos 115 destinos que seguem com restrições, 88 estão completamente fechados há três meses, gerando forte impacto na economia local.

De acordo com a organização, até o final de maio, foram US$ 320 bilhões em receita perdida – três vezes o custo da crise econômica global de 2009.

Tags: