Com pandemia, economia da Indonésia encolhe pela primeira vez em 20 anos

BC indonésio busca medidas de estímulo para forçar reação, mas analistas veem aprofundamento da crise
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

As restrições causadas pela Covid-19 causaram a primeira contração desde 1999 no PIB (Produto Interno Bruto) da Indonésia, informou nesta quarta (5) a Al-Jazeera. O encolhimento, de 5,32%, foi superior à expectativa para o segundo trimestre, ante o mesmo período de 2019.

Economistas consultados pela agência Reuters apostavam em uma queda de 4,61%. Porém, a diminuição na demanda por consumo e nas atividades comerciais frustraram as estimativas.

Comparado com o trimestre janeiro-março, a contração foi de 4,19%, com ajuste não sazonal.

Com pandemia, economia da Indonésia encolhe pela primeira vez em 20 anos
Mulheres em mercado em Kumai, na ilha de Bornéu; queda no consumo das famílias é um dos motivos para retração no PIB indonésio (Foto: Jorge Franganillo/Flickr)

As ações da Indonésia ficaram negativas após a divulgação dos números econômicos. O índice de referência despencou para quase 0,3% enquanto rúpia, moeda local, permaneceu estável em relação ao dólar.

Tentativa de retomada

Com a restrição de gastos familiares, atraso de investimentos empresariais e redução na demanda global de exportações, o Banco Central indonésio busca soluções.

A primeira medida foi a divulgação de um esquema de monetização de dívidas, no valor de US$ 40 bilhões. O BC se comprometeu a comprar US$ 28 bilhões em títulos do governo e renunciar ao pagamento de juros.

As principais taxas de juros foram cortadas quatro vezes em 2020 e uma taxa de referência foi adotada, como forma de impulsionar alguma reação da economia local.

Para os analistas do banco holandês ING, as medidas serão insuficientes, já que a economia indonésia deve continuar em recessão no terceiro trimestre. A estimativa é queda de 5,1% no PIB local, na comparação com o mesmo período de 2019.

Para o banco, as medidas apenas “pressionam as autoridades fiscais e monetárias da Indonésia a fornecer mais estímulo para reforçar o momento de crescimento cada vez menor”, segundo nota à Al-Jazeera.

Tags: