Nos EUA, eleitores veem Rússia com hostilidade e Alemanha como aliada

Percepção favorável da Alemanha é alta nos EUA, de 70%, mesmo entre eleitores de matizes ideológicos antagônicos
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Os cidadãos dos Estados Unidos têm uma visão diametralmente antagônica a respeito da Alemanha e da Rússia. Cerca de 69% dos norte-americanos veem nos germânicos aliados e 66% veem o Kremlin como inimigo.

A conclusão é da pesquisa conduzida pela “The Economist” e pelo YouGov, divulgada no último dia 27.

O estudo revela que a coloração ideológica não é determinante na visão sobre os dois países. Tanto republicanos (67%) quanto democratas (78%) veem a Rússia com hostilidade, além de 63% dos independentes.

Em contraste, a boa reputação da Alemanha no país também ocorre entre eleitores com princípios políticos diferentes. Entre os republicanos, 73% veem Berlim com simpatia, o que também ocorre com 72% dos democratas e 71% dos independentes.

Mesmo parceiras, EUA vê Rússia com hostilidade e Alemanha como amiga
Manifestantes norte-americanos democratas levam um cartaz com a imagem de Vladimir Putin usando um boné característico da campanha de Donald Trump (“Make America Great Again”), em Minneapolis, Minnesota, EUA, junho de 2018 (Foto: Flickr/Fibonacci Blue)

Hoje, Alemanha e Rússia estão ligadas por um megagasoduto que cruza a Europa até a Sibéria. Dali vem 40% do gás natural consumido pelos alemães. Parte já foi entregue em 2011 e o restante tem previsão de conclusão para este ano.

Depois do envenenamento do principal líder da oposição da Rússia, Alexei Navalny, no dia 20 de agosto, e sua posterior transferência a Berlim, as lideranças alemães pressionam a premiê, Angela Merkel, para impor sanções ao Kremlin.

A chanceler alemã, que não concorrerá a um novo mandato nas eleições no próximo ano, não se manifestou.

Tags: