Preços globais de alimentos registram recuperação em junho

Resultado foi puxado pelos preços dos óleos vegetais, açúcar e laticínios, segundo índice divulgado pela FAO
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Os preços dos alimentos subiram pela primeira vez desde o início do ano em todo o mundo, segundo o índice de preços da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura) divulgado nesta quinta (2).

A recuperação foi puxada pelo preço dos óleos vegetais, açúcar e laticínios. A maioria dos preços permaneceu em declínio nos mercados de cerais e carnes, graças às incertezas geradas pela pandemia do novo coronavírus.

O índice para os óleos vegetais subiu 11,3% em junho em relação ao mês anterior, após declínio de quatro meses consecutivos. A recuperação é atribuída à retomada da demanda global de importação.

Preços globais de alimentos registram recuperação em junho
Plantação de milho na colônia Okinawa, em Santa Cruz, Bolivia (Foto: CIAT/Flickr)

Para o açúcar, houve aumento de 10,6% no índice de preços da FAO. Já os laticínios registraram recuperação de 4% em relação ao mês de maio.

O índice de preços da agência da ONU indica uma queda de 0,6% no preço dos cerais, em relação ao mês passado. O declínio foi o mesmo para o valor das carnes — 6% menor que o mesmo período do ano passado.

O resultado para as carnes bovina e de aves foi puxado pelo aumento das disponibilidades de exportação nas principais regiões produtoras. Já os preços da carne suína registraram pequeno aumento pela expectativa de maior flexibilização das restrições de mercado.

Tags: