Seis morrem após tiroteio entre militantes do Taleban e forças pró-governo afegão

Mortes e violência ocorrem em meio a tentativa de retomada das negociações para um acordo de paz no país
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Quatro militantes do Taleban e dois milicianos pró-governo morreram em meio a um tiroteio em Kunduz, no norte do Afeganistão, na quarta (24).

O confronto teria começado depois que um grupo de militantes do Taleban invadiu um posto de controle na área de Janat Bagh, por volta das 11h – 3h30 no horário de Brasília. O tiroteio perdurou por algumas horas até a fuga dos talibãs.

O chefe do distrito, Mohammad Aqtash, confirmou as mortes à agência estatal chinesa Xinhua. O país vive mais uma tentativa de negociar um acordo de paz, iniciada em setembro de 2020.

Soldados do exército dos EUA sobrevoam a província de Andar, Afeganistão, em junho de 2007 (Foto: U.S. Army/Marcus J. Quarterman)

Desde o início de fevereiro, 209 agentes das forças de segurança do Afeganistão e 51 civis foram mortos em conflitos, aponta um relatório do jornal norte-americano “The New York Times”.

Entre os dias 12 e 18, outros 67 agentes pró-governo foram mortos. Segundo o levantamento, o Taleban tem invadido cidades afegãs importantes há meses, ameaçando o governo na capital Cabul.

O movimento ocorre em meio a retirada das tropas norte-americanas do território, conforme acordado também nas negociações para a paz. As partes que negociam esse cessar-fogo no Afeganistão disseram ter voltado a se reunir após um mês de paralisação, de acordo com a Reuters.

Em outra retomada das tratativas, em setembro, os negociadores reconheceram que as profundas divergências entre o Taleban e o governo em Cabul podem paralisar as discussões.

Tags: