África

Anfetamina conhecida como ‘droga dos jihadistas’ é apreendida na Nigéria

A droga popular entre combatentes do EI serve para mantê-los acordados, diminuir a dor e causar euforia

Autoridades alfandegárias e de repressão às drogas da Nigéria apreenderam nesta quarta-feira (1°) um tipo de medicação tido como um dos estimulantes mais populares entre os extremistas do grupo Estado Islâmico (EI) e de outros insurgentes no Oriente Médio. As informações são do site Sahara Reporters.

O Captagon, popularmente conhecido como Cloridrato de Fenetilina, é citada pela imprensa local como “a anfetamina que alimenta a guerra da Síria” e ganhou o apelido de “droga dos jihadistas”.

O estimulante, de uso comercial proibido, é usado pelo EI do Iraque, da Síria e por militantes de outras organizações terroristas. A droga serve para aprimorar as habilidades dos combatentes, mantê-los acordados por longos períodos, diminuir a dor e causar uma sensação de euforia.

Autoridades encontraram a anfetamina Captagon escondida dentro de uma máquina que passava pela alfândega (Foto: Twitter/Reprodução)

O comandante de Área do Comando Apapa, Malanta Yusuf, falou sobre a apreensão. Segundo ele, os traficantes tentaram contrabandear a droga para o país escondida dentro de uma máquina importada que passava na alfândega do Porto de Apapa, no estado de Lagos. Cães farejadores auxiliaram no trabalho.

“Um suspeito por conexão com a apreensão foi preso, enquanto mais exames e contagens estão em andamento, antes que mais detalhes sejam divulgados”, disse a autoridade.

Segundo Yusuf, o uso a longo prazo da droga leva a graves efeitos colaterais. Os mais comuns são depressão extrema, letargia, insônia, palpitações do coração, toxicidade dos vasos sanguíneos e desnutrição.