ONU: Situação é estável após eleições na República Centro-Africana

Apesar da estabilidade, operação de paz na República Centro-Africana já registrou violência no sudoeste do país
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Material publicado originalmente na agência de notícias da ONU (Organização das Nações Unidas)

De acordo com agentes da Minusca (Missão da ONU na República Centro-Africana), a situação de segurança na capital do país, Bangui, permanece relativamente calma após as eleições de 27 de dezembro.

A Autoridade Eleitoral Nacional anunciou os resultados provisórios do pleito nesta segunda (4). Na parcial, o presidente Faustin Archange Touadera já teria garantido a reeleição.

O resultado definitivo deve sair na próxima segunda-feira, dia 11. Apesar da estabilidade, a Minusca alertou que existem combatentes armados na cidade de Bangassou, no sudoeste do país. As forças de paz da missão estão patrulhando a área.

ONU: Situação é estável após eleições na República Centro-Africana
Soldados da paz da Minusca patrulham cidade de Bangassou, em 2019 (Foto: UN Photo/Minusca)

Representantes de entidades como a ONU, União Africana e União Europeia, já instaram a todos os atores políticos para que respeitem as decisões do Tribunal Constitucional do país. O órgão certificará o presidente eleito.

“Exortamos o governo nacional e toda a classe política a favorecer um diálogo político inclusivo, aberto, construtivo e credível para promover a estabilidade nacional“.

Desinformação

As autoridades condenaram os discursos e declarações de desinformação, ódio e incitamento à violência disparados durante as eleições da República Centro-Africana.

Outro ponto de preocupação é a violência perpetrada por grupos armados com o objetivo de comprometer o processo eleitoral. Eles destacaram ainda violações do Acordo de Paz cometidas por grupos armados e pediram que todas as partes honrem seus compromissos.

O relançamento do processo de paz é prioridade, disse o o subsecretário-geral das Operações de Paz, Jean-Pierre Lacroix.

Tags: