Deputado pede repúdio da Câmara à ‘omissão’ da China na crise do coronavírus

Para Luiz Philippe de Orléans e Bragança (PSL-SP), danos da pandemia abrem espaço para "reparação" pelo governo chinês
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

O deputado Luiz Philippe de Orléans e Bragança (PSL-SP) apresentou na última quarta (14) um pedido de “repúdio à omissão do governo chinês acerca do potencial de gravidade do novo coronavírus, causador da pandemia de Covid-19″.

Orléans e Bragança citou estudo de uma universidade de Hong Kong, que estima a subnotificação de casos do novo coronavírus na China em quatro vezes. A pesquisa foi publicada no final de abril.

O deputado também menciona “países da Europa também incrédulos quanto à postura do governo chinês nesses casos que nega, por sua vez as acusações, alegando atrasos e incorreções e não omissão”.

Deputado pede repúdio da Câmara à "omissão" da China na crise do coronavírus
O deputado Luiz Philippe de Orléans e Bragança, na tribuna da Câmara (Foto: Wikimedia Commons)

A demanda de Orléans e Bragança afirma que “basta a relação causal
entre o ato (no caso, a omissão) e o dano, para que se enseje a reparação
internacional.”

Para o deputado, do PSL (Partido Social Liberal) paulista, Beijing tinha “a responsabilidade, a obrigação” de oferecer dados à comunidade internacional que auxiliassem no combate à pandemia.

O requerimento aguarda despacho do presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ).

A moção de Orléans e Bragança vem na esteira de acusações dos EUA de que a China não foi “um parceiro confiável“. A frase é do secretário de Estado Mike Pompeo.

Os EUA também acusaram a China de hackear dados usados em pesquisas para a vacina da Covid-19.

Tags: