Ásia e Pacífico

Taleban envia delegação ao Turcomenistão para buscar ‘investimentos’

Delegação do Taleban visitou governo turcomeno para ‘negociar’ gasoduto e outros projetos de infraestrutura

O Taleban enviou uma delegação à ditadura vizinha do Turcomenistão, para discutir o apoio em torno do projeto para construção de um gasoduto que cortará a região, informou a Radio Free Europe no domingo (7).

Em comunicado, o governo turcomeno afirmou que o grupo, contrário às autoridades internacionalmente reconhecidas do Afeganistão, pleiteia o “estabelecimento da paz” no país e busca investimentos estrangeiros para projetos de infraestrutura.

O porta-voz do Taleban, Mohammad Soheil Shahin, citou dois projetos de destaque em vias de negociação. O primeiro é a construção imediata do gasoduto TAPI, que deve envolver Turcomenistão, Afeganistão, Paquistão e Índia.

Taleban busca apoio com Turcomenistão em incentivos ao Afeganistão
Encontro da comitiva do Taleban e líderes do Turcomenistão na turcomena Ashgabat, fevereiro de 2021 (Foto: Twitter/Ahmadullah Wasiq)

Outros projetos envolvem ferrovias entre o Turcomenistão e o Afeganistão. “Essas obras ajudarão a alcançar a paz e o desenvolvimento econômico afegão”, disse Soheil Shahin.

Estimado em US$ 10 bilhões, o gasoduto TAPI se estenderá por 1.814 quilômetros entre o campo de gás Galkynysh, no Turcomenistão, e a cidade indiana de Fazilka. No caminho, a estrutura passa por Herat e Kandahar, no Afeganistão, e Quetta e Multan, no Paquistão.

As tratativas entre o Taleban e Ashgabat envolveram o vice-primeiro-ministro e chanceler do Turcomenistão, Rashid Meredov, e o mulá Abdul Gani Baradar.

O Taleban e o governo afegão tentam há um ano chegar a um acordo de paz em meio a ataques mútuos e atritos sobre a reforma política do país.