Comércio Exterior

Reino Unido pode voltar a vender armas para a Arábia Saudita, avalia secretária

Governo britânico tentará reverter decisão judicial de 2019 que proíbe venda a Riad, maior comprador de armas do país

[social-share]

O Reino Unido poderá voltar a vender armas e equipamentos militares para a Arábia Saudita, na avaliação da secretária de Comércio Internacional Elizabeth Truss, em comunicado ao Parlamento, em Londres, nesta terça (7).

Truss levou ao Legislativo britânico a mensagem de que, após investigação, não encontrou sinais de que exista violação ao direito internacional. “Procuramos sinais e tendências nos incidentes pesquisados. A conclusão é que tratam-se de acontecimentos isolados”, afirmou.

Reino Unido pode voltar a vender armas para a Arábia Saudita, avalia secretária
Centro financeiro Rei Abdullah em Riad, na Arábia Saudita (Foto: Wikimedia Commons)

A investigação é resposta a um processo, cuja decisão é de junho de 2019, no qual, o Judiciário britânico determinou que as vendas de material bélico a Riad eram contra a lei. Truss afirmou que agora irá iniciar o processo para reverter essa decisão.

Os defensores da medida afirmaram que Londres não havia feito diligência apropriada para determinar se havia violação do direito humanitário internacional por parte dos sauditas.

O grupo que impetrou a ação contra a venda, CAAT (do inglês Campanha contra o Comércio de Armas), classificou a decisão de “moralmente falida”.

A Arábia Saudita é o maior comprador de armas e equipamentos militares do britânicos.