Briga entre Bezos e MBS não impede abertura de Amazon na Arábia Saudita

Loja online iniciou operações nesta quarta (17) após acusações de que Riad havia hackeado o telefone do bilionário
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

A Amazon chegou na Arábia Saudita. A loja online foi aberta nesta quarta (17) mesmo em meio a problemas entre seu criador, o bilionário Jeff Bezos, e o príncipe Mohammed bin Salman, informou a Reuters.

A Amazon tem planos ambiciosos de investimento no país e anunciou uma “parceria estratégica” com os correios sauditas e ao menos 14 armazéns para entregas.

A operação saudita transferiu para seu site e aplicativo os dados do ecommerce Souq.com, popular na Península Arábica e comprado por Bezos em 2017 por US$ 580 milhões, segundo a emissora norte-americana CNBC.

Briga entre Bezos e MBS não impede abertura de Amazon na Arábia Saudita
À direita, o príncipe saudita Mohammad bin Salman, em encontro com o secretário-geral da ONU António Guterres em 2018 (Foto: UN Photo/Eskinder Debebe)

Os investimentos continuam mesmo com as acusações de que o príncipe saudita teria hackeado o celular do bilionário e extraviado mensagens, no início de 2019. A questão foi considerada “absurda” por Riad.

Bezos, também dono do jornal norte-americano “Washington Post”, tinha em seu quadro de colunistas Jamal Khashoggi. O jornalista foi assassinado e esquartejado na embaixada saudita na Turquia em outubro de 2018.

Tags: