Após pouso por falsa emergência, imigrantes fogem de aeroporto na Espanha

O plano supostamente foi orquestrado por imigrantes que tentavam entrar ilegalmente no país após embarcarem no Marrocos
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Após um pouso decorrente de uma falsa emergência médica na sexta-feira (5), no aeroporto de Palma de Mallorca, na Espanha, um grupo de passageiros fugiu da aeronave, que tinha como destino a Turquia. A ação supostamente foi um plano orquestrado por imigrantes que tentavam entrar ilegalmente no país após embarcarem no Marrocos num voo da Air Arabia rumo a Istambul. As informações são do site de aviação One Mile at a Time.

O esquema começou a ser articulado quando uma suposta situação de emergência médica surgiu após a decolagem, com um homem marroquino forjando um coma diabético. Os pilotos desviaram a rota para Palma de Mallorca de modo a descarregar o passageiro para que ele pudesse receber atendimento médico. Ao pousar em solo espanhol, 21 outros passageiros desceram as escadas e fugiram. A ação foi registrada em vídeo por uma tripulante.


Ao deixar a aeronave, os fugitivos foram vistos correndo pela pista e pulando as cercas do perímetro do aeroporto. A polícia espanhola iniciou buscas e fez prisões. No sábado (6), 12 ainda eram procurados. Parte dos fugitivos detidos foi encontrada pela Guarda Civil, relatou o jornal local Majorca Daily Bulletin. A investigação agora busca saber se a debandada teria sido espontânea ou se trata de um plano de imigração ilegal dos envolvidos.

No hospital, o suposto enfermo que originou o pouso emergencial foi atendido e recebeu alta após os profissionais constatarem que ele estava bem. De acordo com a agência espanhola de notícias Efe, o suspeito foi preso em seguida sob acusação de entrar ilegalmente no país. Um outro passageiro que o acompanhou até a casa hospitalar está desaparecido.

Após pouso por falsa emergência, imigrantes fogem de aeroporto na Espanha
Imigrantes ilegais entraram na Espanha após pularem a cerca do aeroporto de Palma de Mallorca (Foto: Oliver Holzbauer/WikiCommons)

“O evento não tem precedentes para um aeroporto espanhol”, declarou à rede britânica BBCAina Calvo, principal autoridade governamental para as Ilhas Baleares.

O número de envolvidos no incidente foi 24, incluindo uma pessoa presa por comportamento agressivo no avião. O aeroporto ficou fechado por quatro horas e pelo menos 60 voos nacionais e internacionais foram desviados ou atrasados ​​em consequência do episódio. Mais tarde, o avião da Air Arabia Maroc seguiu para a Turquia com os passageiros restantes.

Por que isso importa?

Muitos africanos subsaarianos tentam ir para a Espanha para fugir da violência e da pobreza que acomete a região. Em períodos de maré baixa na cidade de Ceuta, um enclave espanhol na costa do Marrocos, por exemplo, famílias inteiras chegam a atravessar a pé os cerca de dez quilômetros de mar que separa o país europeu do território marroquino para tentar uma nova vida.

As Ilhas Canárias também se tornaram destino de migrantes rumo à Europa: desde 2020, dezenas de milhares se estabeleceram no local, sendo a maioria deles senegaleses.

Tags: