Líder da Chechênia ‘sanciona’ Pompeo, secretário de Estado dos EUA

O governador Ramzan Kadyrov, alinhado a Moscou, alegou reciprocidade após sanções norte-americanas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

O líder autoritário checheno Ramzan Kadyrov impôs “sanções” contra o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, no último dia 23. Seria uma medida de retaliação recíproca às medidas impostas contra Kadyrov, governador da Chechênia alinhado a Moscou.

Segundo a Al-Jazeera, Kadyrov teria revogado um convite a Pompeo para visitar a região.

Líder da Chechênia "sanciona" Pompeo, secretário de Estado dos EUA
Encontro entre o presidente russo, Vladimir Putin, e o líder checheno, Ramzan, Kadyrov, em imagem de 2018 (Foto: Kremlin)

“Anuncio que Pompeo será incluído em todas as sanções que temos na república, incluindo o bloqueio de suas contas. Eles fizeram o mesmo contra mim”, disse Kadyrov na televisão estatal. Não há registros de que Pompeo tenha negócios na Chechênia.

O anúncio ocorre três dias após os EUA aplicarem sanções adicionais contra Kadyrov, esposa e filhas por “violações graves dos direitos humanos”. No mesmo dia, o presidente russo, Vladimir Putin, concedeu a Kadyrov o posto de major-general militar.

Em contrapartida, críticos do Kremlin dizem que Putin fechou os olhos para os supostos abusos e violações da Constituição do país por Kadyrov.

Posicionamento foi dado ao vivo no principal canal de televisão estatal da Chechênia (Vídeo: YouTube)

Tags: