Américas

ONU: Nações Unidas saúdam intenção dos EUA de retirar houthis da ‘lista do terror’

Retirada de designação deve promover alívio a milhões de iemenitas vulneráveis cercados pela guerra

Este conteúdo foi publicado originalmente pelo portal ONU News, da Organização das Nações Unidas

As Nações Unidas saudaram o anúncio dos EUA pela intenção de deixar de considerar o movimento iemenita houthi, conhecido por Ansarallah, como Organização Terrorista Estrangeira e Terrorista Global Especialmente Designado.

Agências de notícias informaram a medida do Departamento de Estado norte-americano na sexta-feira (5).

ONU saúda intenção dos EUA em retirar houthi da lista de terrorismo
Família no campo de Al Dhale’e para deslocados pelo conflito no Iêmen (Foto: YPN/Ocha)

Revogar a medida, lançada dias antes do fim do mandato de Donald Trump, “ajudará a garantir que os bens essenciais necessários cheguem até eles sem atrasos significativos”, diz a ONU.

De acordo com a organização, o Iêmen é a maior crise humanitária do mundo. Estima-se que 80% da população do país passe algum tipo de necessidade.

Em um momento em que o Iêmen corre um alto risco de fome, é essencial manter as importações comerciais e a assistência humanitária.

Para a ONU, a expectativa é que a decisão dos EUA sobre o movimento houthi contribua para retomar um processo político liderado pelo Iêmen. O movimento é essencial para que país alcance uma solução ao conflito.