Venezuela se prepara para discutir plano de dolarização com bancos locais

Sistema seria passo para formalizar transações com dólar na Venezuela; objetivo é que moeda coexista com bolívar
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

O Banco Central da Venezuela dá continuidade a uma série de reuniões com executivos de bancos locais para discutir um plano de dolarização da economia do país a partir de 2021. As informações são da Bloomberg.

A organização de um sistema de compensação e liquidação em moeda estrangeira seria um primeiro passo para formalizar as transações em dólar na Venezuela.

O plano, até o momento, é que a moeda bolívar coexista no sistema bancário. Apesar dos rumores, o governo ainda não oficializou a medida.

Com a implantação, as instituições financeiras poderiam oferecer empréstimos em dólar. A expectativa é impulsionar o mercado de crédito do país após as séries de sanções dos EUA.

Venezuela se prepara para discutir plano de dolarização com bancos locais
Notas de bolívar venezuelano em 2020 (Foto: CreativeCommons)

Estima-se que mais de 60% da população venezuelana paga suas contas com a moeda estrangeira. Hoje, apenas o Equador tem economia inteiramente dolarizada na América do Sul.

Com a falta de bolívares e uma contração econômica que já se estende por sete anos, a Venezuela registra uma inflação anual de 5.400%, conforme índice da Bloomberg. Hoje um bolívar venezuelano vale US$ 0,16 – o equivalente a R$ 0,90.

Mesmo sem a dolarização, as transações com a moeda norte-americana até ocorrem em alguns bancos venezuelanos, mas ficam restritas a depósitos em dinheiro, retiradas e transferências entre contas de uma mesma instituição financeira.

O Banco Central da Venezuela não respondeu aos pedidos de comentário.

Tags: