Baixa no comércio global gera trajetória ‘preocupante’ em emergentes

Crise econômica não deve arrefecer no segundo semestre; trocas entre países terão retração de 20%, diz Unctad
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Os países em desenvolvimento já mostram trajetória “preocupante” por conta da queda do comércio global, avaliou a Unctad (Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento) em pesquisa divulgada nesta quinta (11).

O ano de 2020 será de intensa queda no comércio internacional, da ordem de 20%, estima o órgão. A pior retração acontece no segundo trimestre e deve ser de 27%, ante 5% nos meses entre janeiro e março.

Baixa no comércio global gera trajetória 'preocupante' em emergentes
Setor de manufatura é um dos mais afetados pela crise (Foto: Creative Commons)

A situação não deve melhorar no segundo semestre, na avaliação da diretora de comércio internacional do órgão, Pamela Coke-Hamilton.

Com menor demanda para exportação, esses países também precisam comprimir suas importações para que não fiquem sem divisas estrangeiras a ponto de gerar uma crise cambial.

Os setores mais afetados foram o automotivo, com queda de 49%, e o de energia, com -39%. A agricultura se manteve estável.

A área de saúde acumula o maior crescimento, de 116% só em abril, puxada pelas demandas da pandemia. Entre elas estão fabricação e envio de materiais de proteção, além do desenvolvimento de medicamentos e imunizações contra o novo coronavírus.

Tags: