Condutores de riquixás de Bangladesh lutam para sobreviver

Sem poder ir às ruas por causa do novo coronavírus, trabalhadores têm dificuldade para sustentar as famílias
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Os condutores de riquixás, transporte semelhante a uma carroça, puxada pela mão ou sobre rodas, estão entre os mais atingidos na capital pelas medidas de restrição impostas pelo governo de Bangladesh em 26 de março.

Para esses condutores, cerca de um milhão em todo o país, os veículos são as únicas fontes de renda familiar. As informações são da agência Reuters.

Sem poder trabalhar, condutores de riquixá de Bangladesh não conseguem sustentar as famílias (Fonte: Wikimedia Commons)

De acordo com informações da OMS (Organização Mundial da Saúde), o país de 161 milhões de habitantes tem 4.186 casos confirmados do novo coronavírus. Ao todo, foram registradas 127 mortes.

À Al-Jazeera, Kam Morshed, do Comitê de Desenvolvimento Rural de Bangladesh, afirmou que, entre a parcela mais carente da população, o número de pessoas em situação de extrema pobreza passou de 24% para 84% diante da pandemia do coronavírus.

A primeira-ministra Sheikh Hasina anunciou um auxílio para aqueles que não estão conseguindo trabalhar por causa das medidas de restrição. No entanto, muitos bengalis reclamam não terem recebido ajuda e foram às ruas cobrar alimentos.

Tags: