Musk vira ‘guru’ das empresas que querem reabrir mesmo com pandemia

O CEO da Tesla desafiou medidas das autoridades estaduais ao reabrir fábrica perto de São Francisco, na Califórnia
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

O CEO da empresa automotiva Tesla, Elon Musk, vem desafiando as autoridades da Califórnia, nos Estados Unidos, e reabriu na segunda (11) a fábrica do condado de Alameda apesar da pandemia do novo coronavírus. “Se alguém for preso, peço que seja apenas eu”, afirmou Musk em sua conta no Twitter.

As atitudes de Musk, também fundador da empresa de sistemas aeroespaciais SpaceX, têm agradado empresários que querem reabrir seus negócios e que são contra as medidas de restrição impostas pelas autoridades. As informações são da agência de notícias Associated Press.

Nas mídias sociais, Musk recebe apoio de seus seguidores, entre eles donos de negócios duramente atingidos pelo impacto do Covid-19, e até do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Dois empresários ouvidos pela reportagem reabriram suas academias, após se “inspirarem” nas mensagens do bilionário.

Apesar de atrair simpatizantes por suas atitudes contrárias as restrições, Musk pode sofrer com consequências a longo prazo. A maioria dos consumidores dos seus caros carros elétricos é de pessoas que politicamente alinhadas mais à esquerda, a favor do meio ambiente.

Musk já foi criticado por se aproximar de Trump e ter feito parte de conselhos consultivos de negócios do presidente norte-americano. Após Trump retirar os EUA do acordo climático de Paris, Musk renunciou às posições.

Fundador da Tesla e da SpaceX, o empresário Elon Musk (Foto: Wikimedia Commons)

Resposta atrasada

A reabertura da fábrica da Tesla, que possui cerca de 10 mil funcionários, não atende os critérios determinados pelo governador do estado, o democrata Gavin Newsom. Para reabertura, os municípios precisam ter capacidade de testes e de internações, além de poder realizar rastreamento de contato dos infectados.

O condado de Alameda, próximo a São Francisco, não cumpre a meta de 200 testes por dia para cada 100 mil habitantes. Atualmente são feitos menos de 30. A região tem 2,1 mil casos confirmados do novo coronavírus e 74 mortes.

O Departamento de Saúde do condado não considera a fábrica como um negócio essencial. A autoridade sanitária está revendo o plano de segurança apresentando pela Tesla para seus trabalhadores.

No documento, a empresa afirma que oferecerá aos funcionários luvas e máscara, além impor barreiras e distanciamento social. Todos passariam por verificação de temperatura. Nesta terça (12), a fábrica já teria funcionado normalmente.

Musk tem um bom relacionamento com o governo da Califórnia desde que abriu a fábrica, em 2010. À época, o estado era governado pelo republicano Arnold Schwarzenegger, que concedeu vários subsídios a empresa. Entre eles estava a isenção por nove anos do impostos sobre as vendas, que chegam a quase US$ 250 milhões.

O atual governador Gavin Newsom reiterou nesta segunda que o estado tem um bom relacionamento com a Tesla e pretende manter a situação como está.

Reabertura precipitada

Especialistas alertam para os riscos de reabrir o comércio de maneira precipitada. O especialista em doenças infecciosas Anthony Fauci, que assessora o governo dos EUA, alertou nesta terça a possibilidade de “mais sofrimento, mortes e danos econômicos ao país” com uma reabertura rápida demais.

Para Fauci, pequenos picos podem se tornar novos surtos. Mortes que poderiam ser evitadas, disse, são consequências de decisões prematuras como a abertura do comércio. A medida também pode prejudicar a recuperação econômica.

A diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), Tedros Adhanom Ghebreyesus, também fez um alerta semelhante no último dia 6, afirmando que é grande a possibilidade de um retorno ao isolamento se os governos não tomarem cuidado com as medidas de flexibilização.

Tags: