Líder pró-China é reeleito no Kiribati e mantém relações cortadas com Taiwan

No ano passado, Taneti Maamau cortou relação diplomáticas com Taiwan, reivindicada pela China
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

O líder pró-China Taneti Maamau foi reeleito presidente do Kiribati, país insular da Oceania. O resultado divulgado na segunda (22) significa menor chance para Taiwan de restabelecer relações com o país. A informação é da agência de notícias Reuters.

Após alta participação eleitoral, Maamau conquistou o maior número de votos em 16 dos 23 distritos da ilha. Banuera Berina, que havia se comprometido a reverter a situação com Taiwan, foi derrotado.

Agora, os laços diplomáticos de Taiwan são formados por apenas 15 países no mundo, e quatro deles estão no Pacífico — Ilhas Marshall, Nauru, Tuvalu e Palau. Por isso, há interesse geopolítico nos diminutos países.

Líder pró-China é reeleito no Kiribati, mantendo corte de relações com Taiwan
Presidente do Kiribati, Taneti Maamau (Foto: Cia Pak/UN Photo)

Segundo o jornal The Guardian, analistas apontam que a localização estratégica de Kiribati a torna atraente para a administração expansionista da China. O papel cada vez mais assertivo dos chineses no Pacífico preocupa também os Estados Unidos e a Austrália.

No ano passado, Taipé perdeu as alianças com o Kiribati e Ilhas Salomão. O resultado das eleições kiribatinas definiriam se a aliança diplomática seria recuperada ou não. A China reivindica Taiwan como seu território.

Berina chegou a representar o mesmo partido que Maamau, mas se juntou à oposição ao afirmar que o presidente de Kiribati havia mentido para os membros da legenda sobre a razão do corte nas relações diplomáticas.

Tags: