Visita de secretário dos EUA a Taiwan “põe em perigo a paz”, diz Beijing

Medidas enérgicas serão adotadas caso os EUA passem a negar a integração da ilha à China, disse um porta-voz
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

A visita do secretário de Saúde dos Estados Unidos, Alex Azar, a Taiwan “põe em perigo a paz e a estabilidade na região”, afirmou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, à agência AFP.

A China ameaçou tomar medidas em retaliação ao encontro, que começa neste domingo (9), informou a Reuters. Azar é o mais alto oficial norte-americano a visitar a ilha desde 1979.

Na quinta-feira (6) Wenbin afirmou que qualquer tentativa de negar ou contestar a integração de Taiwan à China “terminaria em fracasso”. As relações entre Beijing e Washington foram retomadas em 1971

Taiwan revidou afirmando que a China não tem o direito de comentar.

Capital de Taiwan, Taipé, em imagem de 2019 (Foto: Steffen Flor/Flickr)

Washington havia rompido laços oficiais com a capital taiwanesa, Taipé, em 1979, em favor de Beijing.

Após eleição de Trump, os EUA vem restabelecendo seu apoio à ilha, parte da política de maior confrontação adotada por Washington em relação aos chineses desde 2017.

A ilha, reivindicada pelos chineses como uma “província rebelde”, é considerada uma das questões mais sensíveis da política externa chinesa. Beijing vê como inegociável a concepção de “uma China”.

Tags: