Américas

Reino Unido e EUA têm reunião após ‘quebra de confiança’ com Brexit

Imbróglio entre Reino Unido e UE por Irlanda do Norte preocupa EUA; violação não será aceita, dizem lideranças

O secretário de Relações Exteriores do Reino Unido, Dominic Raab, está em Washington para tranquilizar as lideranças norte-americanas sobre o Brexit, informou a BBC. A recente quebra de confiança do Reino Unido com a União Europeia no Acordo de Belfast virou motivo de preocupação nos EUA.

Ao substituir partes do protocolo, Londres dificultaria o comércio do país com o espaço aduaneiro europeu. Hoje aberta, a fronteira entre a Irlanda do Norte, parte do Reino Unido, e a República da Irlanda, na UE (União Europeia), é uma questão sensível ao acordo.

Na última quinta (10) a porta-voz dos EUA, Nancy Pelosi, afirmou que não haveria acordo comercial entre com Washington em caso de prejuízo do Acordo de Belfast. “Se houver violação, não há chance do Congresso aprovar um acordo comercial“, disse Pelosi.

Reino Unido tenta tranquilizar EUA após 'quebra de confiança' em Brexit
Bandeira do Reino Unido hasteada em Londres (Foto: CreativeCommons)

Em uma carta, quatro parlamentares compactuaram em não aceitar a quebra de confiança. O secretário de Estado, Mike Pompeo, afirmou que “confia no Reino Unido para fazer isso direito”, referindo-se ao Brexit.

Nos EUA, Raab defendeu o projeto de lei que tramita no Parlamento inglês como “preventivo”. “O que não podemos ter é a UE tentando erguer uma fronteira no mar da Irlanda entre a Irlanda do Norte e a Grã-Bretanha.”

O projeto de lei pode atenuar o início de uma tensão entre os norte-americanos e os ingleses. Os britânicos são acusados de “aliarem-se aos aiatolás” no bloqueio de novas sanções das Nações Unidas ao Irã.