Ásia e Pacífico

Grã-Bretanha terá acordo de livre comércio com Japão após Brexit

Acordo entra em vigor em janeiro e é passo importante para abastecimento da Grã-Bretanha após saída da UE

Em tempo recorde de três meses de negociação, Grã-Bretanha e Japão estabeleceram um acordo de livre comércio. O aperto de mãos simboliza que as relações entre os dois países continuarão estreitas mesmo após a saída de Londres da União Europeia, prevista para dezembro.

O acordo entrará em vigor em janeiro, informou a agência Kyodo News. O passo é importante, já que, ao sair da UE, a Grã-Bretanha demanda de novos parceiros para manter o abastecimento interno. A parceria com o Japão é a primeira do pós-Brexit.

“O acordo aprofunda a já forte parceira entre nossas duas nações insulares democráticas”, disse a representante britânica de Comércio Internacional, Liz Truss.

Grã-Bretanha terá acordo de livre comércio com Japão após Brexit
A secretária de comércio internacional do Reino Unido, Liz Truss, e o chanceler japonês Motegi Toshimitsu, em encontro em agosto (Foto: Ministério das Relações Exteriores do Japão)

Conforme o ministro das Relações Exteriores do Japão, Toshimitsu Motegi, o acordo permite a continuidade dos negócios das empresas japonesas em solo inglês.

Dados do governo inglês mostram que cerca de mil empresas japonesas operam no país e geram cerca de 180 mil empregos.

Agora, além dos japoneses, a Grã-Bretanha busca estabelecer um pacto de livre comércio em 11 países, entre eles Austrália e México. O grupo é responsável por cerca de 13% da economia inglesa.

O acordo bilateral reproduz em grande parte o acordo do Japão com a UE, em vigor desde fevereiro de 2019. Fica definido que Londres reduzirá as tarifas sobre os automóveis japoneses até 2026 e o Japão terá mais acesso ao mercado de vagões ferroviários e peças automotivas.