Europa

Rússia nega teste de armas no espaço, proibido por lei internacional

Autoridades russas afirmaram que experimento não ameaçou nenhum outro objeto em órbita e cumpriu regras

A Rússia negou no último dia 24 as acusações feitas pelos Estados Unidos e pelo Reino Unido de que testou armas anti-satélites no espaço. A informação é da agência de notícias Associated Press.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia afirmou que o experimento, realizado no último dia 15, não ameaçou nenhum outro objeto espacial. A iniciativa também teria cumprido a lei internacional.

Rússia nega acusação de teste de armas no espaço
Terra vista do espaço (Foto: Pexels/Reprodução)

Segundo as autoridades russas, as alegações serviam para justificar os planos norte-americanos de colocar armas em órbita para proteção dos EUA e de seus aliados.

A Rússia estaria “comprometida com a desmilitarização completa do espaço e com a não implementação de qualquer tipo de armas em órbita”, de acordo com o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

No mês passado, o Pentágono já havia divulgado um documento em que a acusa a China e a Rússia de serem “a maior ameaça estratégica devido ao desenvolvimento, testes e implantação de capacidades contra-espaciais”.