EUA busca voto da ONU para prorrogar embargo de armas ao Irã

Embargo de 2015 tem validade até 18 de outubro; Rússia e China se opõem à prorrogação e questionam EUA
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Os Estados Unidos devem realizar uma votação no Conselho de Segurança das Nações Unidas nesta semana para postergar o embargo do armamento do Irã, disse o secretário de Estado, Mike Pompeo, na última quarta (5).

Segundo Pompeo, há países “fazendo fila” para vender armas que “desestabilizem o Oriente Médio“, sem citar nomes. Aos repórteres, completou: “colocarão Israel em risco, colocarão a Europa em risco e arriscarão a vida norte-americana”.

EUA busca voto da ONU para prorrogar embargo de armas ao Irã
Mike Pompeo em evento da ONU na sede, em Nova York (EUA), em imagem de 2018 (Foto: Evan Schneider/UN Photo)

A resolução que embarga o armamento iraniano está ativa desde 2015, mas chega ao fim em 18 de outubro.

Para Pompeo, o Irã não cumpriu totalmente os seus compromissos com a resolução – por isso a prorrogação. Segundo a “Radio Free Europe“, os EUA abandonaram o acordo em 2018 e reposicionaram as sanções contra o país iraniano, que, em resposta, passou violar o acordo de forma gradual.

No Conselho de Segurança, Rússia e China se opuseram à prorrogação do embargo. Ambos questionam a medida de Washington para forçar sanções da ONU (Organização das Nações Unidas) ao Irã.

Já os outros três membros permanentes, Grã-Bretanha, França e Alemanha, manifestaram preocupação com a suspensão do embargo, mas buscam cautela em um eventual acordo.

Tags: