Após pandemia, Namíbia tem aumento no contrabando de álcool

Governo proibiu consumo de bebidas alcoólicas para garantir distanciamento social; país tem alto consumo de cerveja
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

A polícia da Namíbia, no sudoeste da África, declarou na terça (28) um crescimento no contrabando de cerveja e whisky dos vizinhos Angola e Zâmbia, por meio de passagens ilegais na fronteira. As informações são da agência de notícias Reuters.

No país, a proibição na venda de bebidas com teor alcoólico maior que 3% foi uma medida tomada pelo governo na tentativa de frear a disseminação do novo coronavírus.

De acordo com dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), até esta terça o país registrou 16 casos da doença. Não houve óbitos na Namíbia.

Durante pandemia, Namíbia registra aumento no contrabando de álcool
Vista de Windhoek, capital da Namíbia (Foto: Gabriel Nashixwa/Wikimedia Commons)

A restrição do governo namíbio, similar a de outros países do sudoeste africano, foi imposta com o objetivo de reforçar o distanciamento social. No entanto, não é muito popular entre os cidadãos e alguns especialistas.

A Namíbia é um dos países com o maior registro de consumo de cerveja per capita. Algumas das pessoas detidas com as bebidas contrabandeadas, muitas delas imigrantes ilegais, foram presas pela polícia.

O país, assim como a África do Sul, passa por medidas de restrição desde o dia 27 de março. Apenas trabalhadores considerados pelo governo como essenciais podem sair de casa.

Onde fica a Namíbia (Foto: Reprodução/Google Maps)

Tags: