Libéria vai monitorar contato dos infectados pela Covid-19

Usado contra o ebola, método rastreia pessoas que interagiram com casos confirmados do vírus
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

A Libéria, no oeste da África, declarou nesta quarta (22) emergência na saúde pública e pediu ajuda das Nações Unidas para para frear a transmissão do novo coronavírus uma semana depois da confirmação do primeiro caso. O país tem agora 100 infectados.

O país viveu situação semelhante há seis anos, durante a crise do ebola. À época, o governo trabalhou com a ONU para rastrear todas as pessoas com quem o doente teve contato. Esse modelo será replicado contra a Covid-19.

Libéria usa método de rastreamento de contato contra coronavírus (Foto: UN Photo)

“Os agentes que irão rastrear o contato estão ajudando a acelerar a identificação, isolamento e tratamento de pessoas que estão com suspeita da doença“, afirmou o diretor da Divisão de Doenças Infecciosas e Epidemiologia do Instituto Nacional de Saúde Pública da Libéria, Thomas K. Nagbe.

O trabalho não tem sido fácil, por causa dos altos níveis de estigmatização dos contaminados e de resistência da população do país africano a adotar medidas contra o vírus. Para ganhar a confiança dos cidadãos, o governo tem escolhido agentes que moram nas regiões mais afetadas pelo coronavírus.

Libéria vai rastrear pessoas que tiveram contato com infectados por covid-19
Onde fica a Libéria (Foto: Reprodução/Google Maps)

Tags: