Américas

Na Venezuela, um em cada três passa ‘fome grave’, diz relatório da ONU

País teve a quarta pior crise alimentar do mundo em 2019, atrás de países em guerra, como Iêmen e Afeganistão

Na Venezuela, um terço da população passou fome grave em 2019 ao presenciar a quarta pior crise alimentar do mundo, atrás apenas de Iêmen, República Democrática do Congo e Afeganistão. A informação foi divulgada em relatório de um conjunto de agências da ONU nesta terça (21).

O número representa 9,3 milhões, ou 32% dos venezuelanos, de acordo com a pesquisa Informe Global de Crises Alimentares 2020 (originais em inglês, espanhol, francês e árabe).

Na Venezuela, um em cada três passaram fome grave em 2019, diz ONU
O presidente venezuelano Nicolás Maduro (Foto: UN Photo)

Mesmo fora do país, a situação dos venezuelanos permanece grave: 76% daqueles que migraram para o Equador e 55% dos instalados na Colômbia sofrem insegurança alimentar grave. Há 4,1 milhões de cidadãos da Venezuela vivendo fora de seu país, aumento de um milhão apenas em 2019.

Completam a lista dos dez países com maior número de pessoas vivendo crises alimentares muito graves Etiópia, Sudão do Sul, Síria, Sudão, Nigéria e Haiti. São 88 milhões, representando 65% do total de pessoas que viveu escassez intensa de comida em todo o mundo em 2019.