África

Enchente atinge 80 mil pessoas e mata 25 em província do Congo

Mais de 15 mil casas foram atingidas na região, no oeste do país; autoridades ainda calculam dimensão dos estragos

Uma enchente em Kivu do Sul, província no extremo leste da República Democrática do Congo, afetou 80 mil pessoas, deixando 40 feridos e ao menos 25 mortos, após fortes chuvas entre a última quinta (16) e sábado (18).

As inundações atingiram mais de 15 mil casas, de acordo com o Acnur (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados). As autoridades locais ainda calculam todos os danos causados na região.

Os estragos causados pela enchente se somam à preocupação diante da pandemia do novo coronavírus. Com as chuvas, uma clínica médica foi destruída e estações de higienização foram danificadas.

Após fortes chuvas, 12 pessoas morreram e 40 ficaram feridas em Kivu do Sul, no Congo (Foto: Moses Yope Madjaga/UNHCR)

Assistência

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados anunciou o envio de assistência para a região. “Estamos apressando o envio de itens essenciais, incluindo lonas para fornecer abrigo, colchões, utensílios de cozinha, baldes e mosquiteiros”, afirmou o representante da ONU Andrej Mahecic.

Capacetes azuis, agentes que atuam nas missões da ONU, priorizaram o atendimento aos sobreviventes de casas destruídas pela enchente. “As vítimas vivem em regiões altamente povoadas da cidade e de vilas próximas que recebem pessoas em deslocamento”, afirmou Mahecic.

Enchentes atingem República Democrática do Congo
Onde fica a República Democrática do Congo (Foto: Reprodução/Google Maps)