Sudão estende bloqueio em seu estado mais populoso até 29 de junho

Em meio a crise econômica, país já registrou oito mil casos do novo coronavírus e 487 mortes, de acordo com a OMS
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

O governo do Sudão estendeu o bloqueio no estado de Cartum até 29 de junho para tentar conter a propagação do novo coronavírus, segundo a agência de notícias Reuters.

O toque de recolher permanecerá entre 15h e 3h da manhã. Cartum é o estado sudanês mais populoso e inclui a capital, que leva o mesmo nome.

Até esta quinta (18), o país já registrou 8 mil casos confirmados da doença e 487 mortes, de acordo com dados divulgados pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

O Sudão deve iniciar neste domingo (21) o processo para trazer de volta os expatriados que não conseguem voltar para casa devido à pandemia. O transporte ocorrerá tanto por meios terrestres quanto aéreos.

Sudão estende bloqueio em seu estado mais populoso até 29 de junho
Vista de Cartum, capital do Sudão (Foto: Wikimedia Commons)

Os expatriados que não apresentarem certificados médicos que comprovem que não estão infectados pelo Covid-19 serão transferidos para centros de quarentena até que sejam testados.

Na semana passada, o Sudão estendeu até 28 de junho o fechamento dos aeroportos para voos domésticos e internacionais.

Segundo a agência de notícias Associated Press, o sistema de saúde do Sudão está em crise após anos de guerra e sanções. Há escassez de equipamentos de proteção e de profissionais de saúde, situação que já levou a uma greve de médicos.

O país enfrenta uma grave crise econômica. A dívida externa do Sudão chega a US$ 62 bilhões, ante um PIB em 2018 de US$ 40,8 bilhões. A inflação do país fechou 2019 em 51%. Para este ano, as estimativas mais recentes indicam mais de 80% de alta nos preços, segundo o Banco Mundial.

Tags: