Morre Silvia Lazarte, primeira indígena a presidir Constituinte na Bolívia

Líder camponesa de ascendência quechua, boliviana liderou a elaboração do texto da Constituição de 2009
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Faleceu no último dia 28, aos 56 anos, Silvia Lazarte Flores, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. Ela foi a primeira indígena a presidir a Assembleia Constituinte do país, entre 2006 e 2008.

Líder camponesa, Lazarte liderou ainda os trabalhos de elaboração do novo texto da Constituição de 2009. Natural de Cochabamba, na região central do país, a boliviana tinha ascendência quechua.

Logo após a aprovação do texto, Silvia se retirou da política para levar uma vida privada. Na capital do país, fez aparições apenas para receber algumas homenagens, segundo o jornal El País.

A morte de Lazarte foi causada por problemas pulmonares. A doença teria começado quando, ainda jovem, foi detida violentamente por tropas do exército enquanto protestava contra a erradicação da coca.

Morre Silvia Lazarte, primeira indígena a presidir Assembleia Constituinte na Bolívia
Silvia Lazarte foi a primeira indígena a presidir a Assembleia Constituinte da Bolívia (Foto: Evo Morales/Twitter)

Homenagens

O Senado da Bolívia lamentou a morte de Lazarte e instalou um memorial em sua homenagem. A presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, lembrou de Silvia como “uma mulher lutadora”, no período em que foram constituintes juntas.

“Lembraremos dela, além das diferenças políticas, como uma boliviana corajosa e patriótica”, declarou Áñez em sua conta em uma rede social, apontando a diferença partidária entre as duas.

O ex-presidente Evo Morales disse que Lazarte “incorporou na Constituição boliviana a igualdade plena das mulheres e o direito de acessar pelo menos 50% em instâncias de decisão no Estado”.

Morales conheceu Silvia quando ela era membro do sindicato San Pedro-Central Villa 14. “Ela estará sempre na história como a primeira mulher indígena presidente da Assembleia Constituinte”, completou o ex-presidente.

O também ex-chefe de Estado boliviano Carlos Mesa prestou suas condolências. Mesa afirmou que a participação de Silvia Lazarte na política simbolizou a presença da mulher indígena na busca por um país mais inclusivo.

Tags: