Malásia intercepta importação de 1,8 mil toneladas de lixo da Romênia

Carga estava dividida em 110 containers e tinha a Indonésia como destino final; Kuala Lumpur pede repatriação
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

A Malásia encontrou 1,8 mil toneladas de metais pesados perigosos, descartados da Romênia, com destino à Indonésia. Segundo a agência de notícias Reuters, o carregamento ilegal foi abandonado no mês passado no porto de Tanjung Pelepas, no sul do país.

Essa é a maior descoberta do tipo na história do país. A carga, dividida em 110 contêineres, é de pó de forno elétrico a arco, subproduto da produção de aço com metais pesados, como zinco, cádmio e chumbo.

O produto foi exportado como zinco concentrado.

Malásia encontra 1,8 mil toneladas de resíduos ilegais de origem romena
Porto de Tanjung Palepas, no sul da Malásia (Foto: Wikimedia Commons)

Nos últimos anos, a Malásia se tornou o principal destino mundial de resíduos plásticos, após a China proibir a importação de resíduos em 2017.

O governo malaio quer que a Romênia providencie o transporte de volta dos contêineres. O exportador é uma empresa próxima a Bucareste, capital romena.

Nesta terça (21), a Romênia afirmou que investiga as circunstâncias em torno do carregamento ilegal. Segundo a Reuters, as autoridades romenas prometeram punir os envolvidos.

Tags: