Coronavírus

Islândia está próxima de recuperação total do coronavírus

De acordo com o governo islandês, 97% dos pacientes infectados já se recuperaram da doença

O governo da Islândia afirmou nesta quarta (6) que o país praticamente eliminou o surto do novo coronavírus. Lá, 97% dos pacientes infectados se recuperam e apenas dois novos casos foram confirmados na última semana. As informações são da agência de notícias Reuters.

A ilha do Atlântico Norte adotou medidas de isolamento social logo após a confirmação dos primeiros casos, no início de março. Escolas foram fechadas, grandes aglomerações foram proibidas e estratégias rigorosas de rastreamento foram adotadas para evitar a disseminação do vírus.

As ações permitiram que o país de cerca de 360 mil habitantes tivesse uma abertura parcial em meados de abril, após o pico da pandemia no início do mesmo mês.

Vista da capital da Islândia, Reykjavík (Foto: Chris Yunker/Flickr)

Mesmo com a rápida desaceleração da pandemia, é necessário que os islandeses permaneçam vigilantes, afirmou o epidemiologista-chefe do país. O cuidado extra ajuda a minimizar as chances de uma nova onda de surto do vírus.

O governo da Islândia permitiu nesta segunda (4) a reabertura de escolas, salões de beleza, museus e permitiu a reunião de até 50 pessoas. A medida foi tomada após a realização de testes em mais de 50 mil habitantes, cerca de 14% da população do país.

No entanto, academias e piscinas públicas permanecerão fechadas e a regra de distanciamento de dois metros continuará em vigor. A norma foi divulgada em comunicado do governo.

De acordo com dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), divulgados nesta quinta (7), a Islândia teve 1,7 mil casos confirmados para o novo coronavírus e dez mortes.