Nicarágua libera isolamento e máscaras para conter coronavírus

Nos hospitais do país, onde foram confirmados 13 casos da doença, também era proibido usar proteção no rosto
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Depois de dispensar medidas de contenção contra o novo coronavírus, o governo da Nicarágua anunciou nesta quarta (29) que adotará o distanciamento e o uso de máscaras, até então proibidas também nos hospitais.

A nova norma foi avisada à população pela vice-presidente Rosario Murillo, esposa do mandatário Daniel Ortega. O governo também prometeu desinfetar espaços de uso comum, como ônibus, mercados e centros de estudos. As informações são da agência de notícias argentina Télam.

O governo do país centro-americano também autorizou as escolas privadas a ministrar aulas à distância, mas as públicas continuarão abertas.

Nicarágua libera isolamento e máscaras para conter coronavírus
O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, em foto de 2012 (Foto: Chancelaria do Equador)

A Nicarágua é um dos únicos países no mundo de as instituições de ensino continuam abertas, além de Belarus, Turcomenistão e Tadjiquistão. A informação é da plataforma que monitora o fechamento das escolas, criada pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

O aeroporto da capital Manágua ficará fechado após informações, não confirmadas pelo governo, que um funcionário morreu após contrair o novo coronavírus.

Políticas governamentais

O governo da Nicarágua resiste em adotar medidas restritivas para controlar o contágio da Covid-19.

O presidente, Daniel Ortega, encorajou no início do mês a participação dos cidadãos em eventos de grande porte e o retorno ao trabalho, mesmo com o aumento no número de casos em todo o mundo.

As recomendações, opostas às da OMS (Organização Mundial da Saúde) em pronunciamento à nação no último dia 16. Ortega não era visto em público desde 12 de março, delegando a gestão da saúde durante a crise para sua vice e esposa.

Anasha Campbell, diretora do Intur (Instituto Nicaraguense de Turismo), divulgou a campanha “Nicarágua toda doce, com amor para você”, também nesta quarta (29). A meta é divulgar todo mês um destino doméstico para as férias dos nicaraguenses.

O país registrou apenas 13 casos do novo coronavírus, com três mortes.

Tags: