Economia

Líbano receberá trigo após destruição de 85% do estoque do país

Governo libanês não possuía nenhum outro local de armazenamento estratégico de grãos no país

Além de matar 163 pessoas e deixar pelo menos 300 mil sem moradia, a explosão no porto de Beirute, no dia 5, destruiu também o único silo com a quase totalidade do estoque de farinha de trigo do Líbano.

De acordo com a Reuters, o governo libanês não possuía nenhum outro local de armazenamento estratégico de grãos no país. A perda chega a 85% do estoque total do país.

A expectativa é que a reserva de farinha atual cubra as necessidades do mercado por seis semanas. O Líbano consome entre 35 mil e 40 mil toneladas de trigo por mês.

Líbano receberá trigo após destruição de 85% do estoque do país
O único espaço de armazenamento de grãos do Líbano foi completamente destruído pela explosão do porto de Beirute (Foto: UN Photo/Pasqual Gorriz)

Para cobrir parte da demanda pelo grão, base da alimentação local, doadores internacionais enviarão remessas de farinha ao país.

O Programa Mundial de Alimentos da ONU (Organização das Nações Unidas) enviará 50 mil toneladas de farinha ao país. A França também se comprometeu com uma primeira remessa, de 250 tonelada. O produto já deixou o porto de Toulon, no sul do país, perto de Marselha.

Outras 25 mil toneladas de farinha devem ser encaminhadas pela associação setorial de produtores franceses.

O porto de Trípoli, no norte do país, vem recebendo a maior parte do volume enviado ao Líbano. O porto de Beirute, com capacidade três vezes maior, deve permanecer fechado por pelo menos um mês.