Bulgária bloqueia negociação para adesão da Macedônia do Norte à UE

Sofia exige que macedônio seja reconhecido como "dialeto" do búlgaro para permitir negociação com Bruxelas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

A Bulgária bloqueou a negociação para a entrada da Macedônia do Norte à União Europeia nesta terça (17). O motivo é a dificuldade em “superar diferenças” em uma disputa histórica travada pelos dois países, informou a Radio Free Europe.

A Bulgária sugere que a Macedônia do Norte reconheça que tanto a sua identidade quanto a língua têm raízes búlgaras. O governo insiste que o macedônio é uma língua eslava e parte da cultura e identidade nacional do país.

Para os búlgaros, no entanto, o macedônio não passa de um “dialeto” regional da língua búlgara. Sofia também exige que o país vizinho não fale sobre a existência de uma “minoria macedônia distinta” na Bulgária.

Bulgária bloqueia negociação para adesão da Macedônia do Norte à UE
Bandeira da Macedônia do Norte hasteada em comunidade local em novembro de 2020 (Foto: Portal Ezv.Ro)

No plenário da UE, a ministra búlgara de Relações Exteriores, Ekaterina Kaharieva, afirmou que a Bulgária não irá apoiar a entrada do país balcânico no bloco europeu.

“O projeto não reflete as demandas búlgaras e não pode ser apoiado em sua forma atual”, disse. A UE só aceita novos membros quando existe unanimidade no quadro de negociação.

O ingresso na UE, defende o governo búlgaro, só poderá ocorrer após a implementação de um acordo de vizinhança prescrito em 2017 entre os dois países.

O objetivo é que os países alcancem um consenso até o final do ano, já que a Alemanha, sob a liderança da UE, espera oficializar a entrada da Macedônia do Norte e da Albânia ao bloco em uma conferência intergovernamental em dezembro.

Tags: