Europa

Jornalista britânica tem visto negado e é obrigada a deixar a Rússia

“Não é uma falha na renovação do meu visto, embora tecnicamente seja isso. Estou sendo expulso”, disse Sarah Rainsford

A jornalista britânica Sarah Rainsford terá que deixar a Rússia ao final de agosto, quando se encerra a validade do visto dela. De acordo com Moscou, a negativa em renovar a permanência é uma retaliação, sob a alegação de que Londres também se recusou a conceder vistos a jornalistas russos. A informação é da rede britânica BBC, da qual Sarah é correspondente desde 1999.

“Estou sendo expulso”, disse ela. “Não é uma falha na renovação do meu visto, embora tecnicamente seja isso. Estou sendo expulso, e me disseram que não poderei voltar. Nunca”.

Sarah Rainsford, jornalista da BBC, foi expulsa da Rússia e proibida de retornar (Foto: reprodução/Twitter)

Maria Zakharova, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, reforçou, na rede social russa Telegram, a informação de que a recusa em conceder o visto à britânica é uma resposta a ações do Reino Unido. “De acordo com nossos especialistas, esta correspondente do escritório da BBC de Moscou não terá seu visto prorrogado porque a Grã-Bretanha, na esfera da mídia, cruzou todas as nossas linhas vermelhas. A expulsão de Sarah Rainsford é nossa resposta simétrica”, disse.

A expulsão da jornalista ocorre num momento de intensa repressão do governo russo à imprensa independente local. “Houve problemas realmente sérios recentemente para os jornalistas independentes russos, mas até agora a imprensa estrangeira tinha sido protegida de tudo isso. Este é um sinal claro de que as coisas mudaram”, disse ela, segundo o jornal The Guardian.

Rainsford, por sua vez, destacou o aumento da repressão no país. “Acordamos todos os dias e ouvimos notícias de outra pessoa que sofreu uma busca policial em seu apartamento, ou que está no tribunal, ou que saiu do país. O número de pessoas que estão deixando o país agora é extraordinário: eu nunca vi nada assim, e isso é triste”.

Recentemente, a jornalista vinha produzindo uma série de reportagens sobre Belarus, país que é forte aliado da Rússia e também atravessa um momento de repressão às liberdades individuais.

As relações entre Rússia e Reino Unido têm deteriorado desde o envenenamento em solo britânico do ex-espião russo Sergei Skripal e da filha dele, Yulia, em 2018. No setor de imprensa, um momento de tensão que contribuiu para o caso de Rainsford foi a multa aplicada pelo Ofcom, órgão britânico regulador de mídia, à emissora estatal russa RT, acusada de quebrar as regras de imparcialidade ao cobrir justamente o caso de Skripal.