Mundo

CPLP: Número de falantes da língua portuguesa deve dobrar nos próximos anos

Mundo pode ter mais de 500 milhões de lusófonos até 2050, disse o secretário-geral do CPLP Francisco Ribeiro Telles

Este conteúdo foi publicado originalmente no portal ONUNews, da Organização das Nações Unidas

Por ocasião do Dia Mundial da Língua Portuguesa, celebrado neste 5 de maio, o secretário-executivo da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa) disse esperar um avanço robusto no número de falantes do idioma. 

Em mensagem para a ONU News, de Lisboa, Francisco Ribeiro Telles listou os fundamentos para esse crescimento. A língua portuguesa é hoje a quinta língua mais falada no mundo, a primeira no Hemisfério Sul e uma das línguas mais usadas na internet e nas redes sociais.

“O português apresenta um forte crescimento, sobretudo na África, e poderá quase duplicar seus atuais 260 milhões de falantes até ao final do século”, disse. “Se hoje a nossa língua tem um considerável valor estratégico, geopolítico, econômico e cultural, essas projeções permitem prever um futuro auspicioso para o nosso idioma comum nas próximas gerações”.

CPLP: Número de falantes da língua portuguesa deve dobrar nos próximos anos
O secretário-geral da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Francisco Ribeiro Telles, em encontro do Triângulo Estratégico da América Latina e Europa, fevereiro de 2021 (Foto: Divulgação/CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa)

A proclamação da comemoração global foi adotada em 2019 sob proposta dos Estados-membros do bloco lusófono que são Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. 

Todos os 193 países que integram a Unesco (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura) participam da celebração. Telles reconhece os progressos na internacionalização da língua, mas ressalta que há mais espaço para o bloco lusófono fazer mais e melhor.   

Avanços

“Os avanços notáveis da CPLP, bem como a afirmação crescente dos seus Estados-membros no contexto internacional, tornaram a nossa organização um importante polo de atração ilustrado pelo aumento dos seus observadores associados”, apontou.

Ao mesmo tempo em que comemora o seu 25º aniversário, a organização deve saber responder ao repto lançado em 1996 de concretizar em ações e realidade o sentimento de pertença a este espaço singular que é a nossa comunidade, disse ele.

A data já era comemorada como o Dia Internacional da Língua Portuguesa depois de ter sido declarada pelos países lusófonos em 2009. A circulação de pessoas no espaço livre é uma das questões mais recentes da organização, que promove a integração e avanço econômico de seus membros.