Nacionalista de direita é eleito na porção turca, não reconhecida, de Chipre

Apoiado pelo governo Erdogan em Istambul, Ersin Tatar afirma que lutará pela "soberania" do Chipre do Norte
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

A autodeclarada República Turca do Norte do Chipre elegeu, neste domingo (18), o seu novo presidente. Com 51,74% dos votos, o nacionalista de direita Ersin Tatar foi o vencedor do segundo turno, informou a Al Jazeera.

O candidato derrotado e atual presidente, Mustafa Akinci, defendia os esforços apoiados pela ONU (Organização das Nações Unidas) para tornar a ilha em uma federação bizonal e bicomunal.

Com apoio do presidente turco Recep Tayyip Erdogan, Tatar defende laços mais fortes com a Turquia. “Nós merecemos nossa soberania. Somos a voz dos cipriotas turcos”, disse o político após o resultado do pleito.

“Estamos lutando para existir dentro da República Turca do Norte de Chipre. Nossos vizinhos no sul e a comunidade internacional devem respeitar nossa luta pela liberdade porque nós a merecemos”.

Nacionalista de direita é eleito presidente na República Turca do Norte do Chipre
Ersin Tatar em pronunciamento durante a campanha eleitoral na autodeclarada República Turca do Norte do Chipre em agosto de 2020 (Foto: Facebook/Ersin Tatar)

A Turquia é o único país a reconhecer a República Turca do Norte do Chipre como um Estado independente. A comunidade internacional entende que o território pertence ao Chipre, de maioria grega e membro da União Europeia.

Dividido desde 1974, o Chipre teve parte de seu território ao norte tomado pelas tropas turcas após um golpe de Atenas, que reivindicava a união da ilha com a Grécia.

A vitória de Tatar pode aumentar a tensão no Mediterrâneo Oriental. Turquia e Grécia reivindicam parte da área rica em reservas de hidrocarbonetos – fator que acentua ainda mais os conflitos entre os dois países.

Tags: