Qatar Airways busca compensação de US$ 5 bi por bloqueio no Golfo Pérsico

Companhia aérea está proibida de operar na Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito desde 2017
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

A Qatar Airways entrou nesta quarta (22) com arbitragem internacional, buscando pelo menos US$ 5 bilhões em compensação pelo bloqueio aéreo contra o Catar empreendido por quatro países no Golfo Pérsico.

Segundo a Al-Jazeera, a decisão foi tomada após a empresa tentar solucionar o impasse por três anos, sem sucesso.

Desde junho de 2017, a companhia aérea está proibida de operar na Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito. O veto ocorreu depois do corte de relações desses países com Doha.

Qatar Airways busca compensação de US$ 5 bi por bloqueio no Golfo Pérsico
Aeronave da Qatar Airways (Foto: Wikimedia Commons)

A proibição dos Estados do Golfo Pérsico estaria ligada a alegações de apoio a radicais islâmicos e ao Irã, por parte do emirado. As autoridades locais negaram as acusações e acusam “violação de soberania”.

Na semana passada, mais alta corte da ONU (Organização das Nações Unidas) favoreceu o Catar em uma ação movida em 2017 contra os bloqueios.

Em 2018, os quatro países tentaram barrar o caso, alegando falta de jurisdição das Nações Unidas.

No mesmo ano, o tribunal votou contra os recursos apresentados pelos países do Golfo, confirmando a autoridade da Icao (Organização Internacional da Aviação Civil) para julgar o caso.

Tags: